Nessa semana, o Google liberou um curso gratuito para explicar seus recursos em “deep learning”, que integra grande parte de seus produtos.

Disponível no site educacional sem fins lucrativos Udacity, a estimativa é que uma pessoa leve cerca de três meses para completá-lo se dedicar seis horas de trabalho na semana.

Porém, caso você não tenha nenhuma noção de ciência da computação, pode ser um bocado difícil você se graduar no curso. Não se trata de um módulo para iniciantes, o foco é ajudar engenheiros e cientistas de dados a se familiarizarem com o aprendizado profundo, em especial o “TensorFlow”, o software de aprendizado de máquina do Google que se tornou aberto desde novembro do ano passado.

Em um post no blog da Udacity, o principal cientista do Google, Vincent Vanhoucke, e principal instrutor do curso disse que o objetivo é tornar o aprendizado de máquina mais acessível.

“Lendo os artigos mais populares na mídia a respeito do assunto, você pode pensar: o aprendizado profundo não é uma coisa como o Big Data? Eu preciso de fontes de computação do Google ou Facebook para tirar vantagem disso? Como uma pessoa da indústria que acidentalmente entrou para o aprendizado profundo enquanto trabalhava no Google Voice Search há apenas cinco anos, eu vi como nada pode estar mais longe da verdade”, explica.

O cientista aconselha ainda que interessados não precisarão de supermáquinas para seguir no mesmo caminho.

“Na época, eu não usava as milhares de máquinas do Google para iniciar com o aprendizado profundo: eu comprei um computador modesto com uma GPU”.

Ficou interessado? Para acessar o curso, clique no link.

https://youtu.be/oZikw5k_2FM